Organizadoras apresentaram um protocolo de coleta de informações sobre casos de violência doméstica

via Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul

A Coordenadoria da Mulher e o Centro de Referência da Mulher (CRM) receberam a organização não-governamental Coletivo Feminino Plural de Porto Alegre, no dia 17 de abril, na prefeitura. As organizadoras Leina Peres e Renata Teixeira Jardim representaram o Coletivo Feminino Plural no encontro.

O grupo apresentou um projeto de coleta de informações e metodologia para registros de mulheres em situação de violência doméstica e familiar. O Protocolo de Avaliação e Gestão de Risco produzido pelo grupo consiste na identificação do grau de periculosidade presente nessas determinadas situações.

O relatório, produzido por meio de coleta de informações das pessoas envolvidas, facilita a tomada de decisões para a prevenção de futuros atos violentos ou agravamentos. Já a gestão de risco descrita inclui estratégias de proteção e segurança das vítimas, além da contenção e responsabilização dos agressores.

A coordenadora do CRM, Thais Bampi, explica que o projeto pode agregar ao atendimento em Caxias do Sul.

“Já realizamos uma avaliação da situação das mulheres que procuram o CRM, com orientações de acordo em cada situação. Esse protocolo apresentado pelo Coletivo pode enriquecer nosso processo, porque é possível fazer um detalhamento mais fidedigno, avaliando o tipo de violência exercida, circunstâncias agravantes, percepção da situação de risco por parte da mulher e vulnerabilidade dela”, disse.

Em breve, o CRM apresentará o protocolo para a Rede de Proteção à Mulher, para ajudar a definir como a metodologia pode auxiliar a fornecer informações para a rede.