cram

A implantação do Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência Patrícia Esber – Canoas/RS é um projeto e uma ação desenvolvida dentro do Programa de Fortalecimento de Redes e Políticas Públicas do Coletivo Feminino Plural. Este programa é voltado à capacitação de integrantes da rede de enfrentamento, assistência, promoção e defesa dos direitos humanos das mulheres e meninas, projetos de implantação de serviços com perspectiva de gênero, diagnóstico e avaliação de políticas públicas, estudos, pesquisas e assessoramento de prefeituras e governos estaduais, entre outras ações.

O Projeto “Implantação do Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência da cidade de Canoas/RS” (em andamento desde 2011) visa a estruturação do Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência na cidade de Canoas articulado com as políticas locais de segurança pública, saúde, assistência e direitos das mulheres. A entidade é responsável pela Coordenação do serviço, contratação e capacitação permanente da equipe multiprofissional, bem como da construção, implantação, a avaliação e monitoramento da metodologia de trabalho. Essa experiência, em curso, tem sido alvo de importantes referências em razão da posição decidida da entidade em cumprir integralmente a Norma Técnica dos Centros de Referência da SPM e consolidar uma metodologia feminista em seu trabalho.

Acesse aqui a publicação acerca da Experiência de Trabalho na Implantação deste Centro de Referência e Atendimento à Mulheres Vítimas de Violência: CRM_Experiencia implantaçao e mais notícias atualizadas vinculadas ao Centro na página do Facebook: CRM Patricia Esber.

Por uma vida sem violência – Em Canoas, RS, rua Siqueira Campos 321.

CRM

CRM Patrícia Esber agora tem site na Internet

O Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência (CRM) Patrícia Esber, de Canoas, disponibiliza em seu novo site informações sobre os serviços especializados de atendimento oferecido na sua sede, na Rua Siqueira Campos, 123 para todas as mulheres do município localizado na Região Metropolitana de Porto Alegre.  

O CRM foi criado em 2011 com recursos provenientes do Pronasci/MJ, para integrar uma rede de atendimento em Canoas, conforme é previsto na Lei Maria da Penha. A organização não governamental Coletivo Feminino Plural de Porto Alegre, por sua experiência de trabalho na defesa dos direitos humanos e cidadania de meninas e mulheres desde 1996, foi selecionada para instalá-lo a partir da Norma Técnica de Uniformização dos Centros de Referência, mantendo equipe multidisciplinar.

 Confira em www.crmpatriciaesber.wordpress.com

Fonte: Coletivo Feminino Plural, publicado em 21 de julho de 2017.

 

 

 

 

 

 

NOTÍCIAS E EVENTOS DO CRM  PATRÍCIA ESBER – Canoas/RS:

Seminário de Lançamento da Publicação sobre o Trabalho à Frente de um Centro de Referência. Fonte: Coletivo Feminino Plural, Dezembro de 2013.

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher – Canoas – Agenda. Fonte: Coletivo Feminino Plural. Novembro de 2013.

Centro de Referência para Mulheres Patrícia Esber completa 2 anos. Fonte: Correio de Notícias e Informação – Canoas, setembro de 2013.

Centro de Referência Patricia Esber completa 2 anos. Fonte: Prefeitura Municipal de Canoas, setembro de 2013.

Violência Doméstica: 30% das 750 usuárias do Centro de Referência de Canoas tiveram de deixar suas casas, mostram os dados. Fonte: Coletivo Feminino Plural, agosto de 2013.

Número de vítimas fatais da violência contra a mulher no RS... . Fonte: Zero Hora, 05 de junho de 2013.

Usuárias do CRM-Patricia Esber e Grupo G8 – SAJU/UFRGS debatem sobre a violência. Fonte: Prefeitura Municipal de Canoas, agosto de 2012.