Missão: Contribuir para o empoderamento das mulheres e das meninas, promovendo seus direitos humanos e sua cidadania plena, com respeito às diferenças e à justiça social.

O Coletivo Feminino Plural de Porto Alegre (RS/Brasil) é uma organização feminista não governamental fundada em 1996 por um grupo de mulheres identificadas com a luta pelos direitos humanos e cidadania de mulheres e de meninas. Atua no movimento de mulheres por meio de articulações locais, regionais, nacionais e internacionais, integrando redes e campanhas, propugnando por políticas públicas, o cumprimento dos instrumentos nacionais e internacionais de direitos humanos das mulheres e o fim de todas as formas de violências e discriminações sobre mulheres e meninas.

Trabalha pelo empoderamento feminino, entendido como a possibilidade de dominar linguagens, símbolos, ferramentas, que permitam o exercício do poder e decisão e livre circulação nos mundos público e privado. Participa de espaços de poder e decisão e atua no controle social das políticas públicas. Integra grupos de relatoria e monitoramento das Convenções e Tratados Internacionais. Presta assessoramento e consultoria sobre políticas públicas, ministra cursos e capacitações.

Confira o Estatuto do Coletivo Feminino Plural 2017 aqui: Estatuto

COORDENAÇÃO DO COLETIVO FEMININO PLURAL

Coordenadora Executiva: Leina Peres Rodrigues
Coordenadora de Secretaria: Elisandra Carolina dos Santos
Coordenadora de Finanças: Regina Beatriz de Andrade Vargas
Coordenadora de Projetos: Teresa Cristina dos Santos Bruel
Coordenadora de Comunicação: Roberta Mello de Oliveira
Suplentes de Coordenação: Neusa Selma Lyrio Heinzelmann  e Daiane Lopez Peixoto

Conselho Fiscal: Fátima Maria de Freitas Soares, Renata Gonzatti e Evelyn Monica Canizares

Conselho Consultivo: Vanessa Rodrigues da Silva, Vilaine Capellari, Vitória Bernades, Terezinha Maria Woefel Vergo, Greice Cavalheiro, Marlene Strey, Branca Chedid e Fátima Beatriz da silva Maria.

Participações e parcerias
Conselhos: Conselho estadual dos Direitos da Mulher/RS, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher/POA, Conselho Municipal de Saúde/Cismu/POA.
Fóruns: Fórum Municipal da Mulher, Fórum Estadual da Mulher, Fórum da Criança e do Adolescente, Fórum Ong Aids, Movimento pelo Fim da Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e Fórum pelas Liberdades Laicas.
Em nível nacional: Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos (Sede da Regional do RS), Movimento Nacional de Direitos Humanos, Observatório pela Implementação da Lei Maria da Penha.
Em nível internacional: Associada à Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe (RSMLAC); Associada à Rede Mundial de Mulheres pelos Direitos Reprodutivos; Associada à Campanha por uma Convenção dos Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos; Associada à Associação para os Direitos da Mulher no Desenvolvimento (AWID).

Marcos teóricos

CEDAW – Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação à Mulher – CEDAW/1984

Declaração de Direitos Humanos de Viena – Convenção Mundial sobre Direitos Humanos de Viena – 1993

Plataforma de Ação Mundial para a Mulher – Beijing 1995